2007-02-14

Dia dos Namorados


( Na foto o Miguel dança com a Patrícia)
.........
Tínhamos resolvidos arranjar uma caixa de sapatos forrada com papel colorido; faríamos nela uma ranhura e durante oito dias os meus alunos iriam escrevendo as suas cartinhas de amor que seriam distribuídas no Dia dos Namorados.
E era ver como Meninos e Meninas todos os dias "iam ao correio" depositar as suas cartas para os colegas.
Quando chegou o tão esperado dia um dos alunos, fez muito bem o seu papel de carteiro e foi entregando a cada um a sua carta.
E todos tiveram uma carta do "namorado" ou "namorada".
Todos não, porque o Miguel teve 12 cartas!!!
Os olhos do Miguel pareciam doIs sóis iluminando a sala, as Meninas sorriam deliciadas e eu estava comovidamente surpreendida.
A Ritinha veio ao pé de mim e esclareceu-me:
-Professora, como o Miguel "ainda" não tem namorada, tivemos medo que ele ficasse triste por não receber nenhuma carta, então combinámos que todas lhe escreveríamos.
Tanta generosidade deixou-me sem palavras. Ainda hoje ao recordar o episódio me comovo.
Não tenho visto muito o Miguel ultimamente, mas espero que tenha recebido, hoje, a SUA CARTA!
(Esclareço que o Miguel era o Menino "mais gostado" da nossa sala. Uma doença a nível muscular tornava-o mais frágil que os outros. Era amável, alegre e muito amigo de todos. As Meninas "derretiam-se" fazendo-lhe festinhas e os Rapazes levavam-no sempre para as suas brincadeiras ajudando-o quando era necessário. De todas as turmas que tive, creio que a nível de generosidade superou qualquer outra. Era uma bondade que lhes vinha "de dentro", sem que eu como professora precisasse de lhes incutir esses "bons sentimentos" se é que isso se consegue incutir a alguém).

15 comentários:

srs disse...

Amiga Carolina
Espectacular, apetece-me ser outra vez criança e talvez ter-te também na minha infância.....
Palavras para que .... com esta amiga os valores ensinam-se com o exemplo de vida....
silvana ramos sapage

carolina disse...

Não! O que se demonstra aqui na minha "postagem" é que as crianças têm muito mais tacto e sensibilidade para "tratar de certos assuntos".
Para os meus alunos um bjh de amizade e saudade.

Bárbara disse...

Quando as estórias são histórias vividas dá um aperto no coração de as ouvir / ler.
Obrigado Prof. Carolina por (re)contá-las!
Tenho saudades nossas, saudades desse tempo em que cresciamos todos juntos, consigo.
Vivam as Ritas, os Miguéis, vivam todas as meninas e meninos desse tempo (que somos nós), vivam as profs. Carolinas que nos fazem acreditar que o nosso maior bem são mesmo as pessoas (na suas diferenças)!
Feliz dia dos namorados, Miguel.
Bárbara

Ana disse...

Carolina, todo o amor e carinho. Que dedicas-tes aos teus alunos aqui se retratam, nas lindas palavras amigas escritas pela tua aluna Bárbara !
Um beijinho para a Professora:)))

Anónimo disse...

Carolina vê lá o belo trabalho que fizeste, as emoções que provocaste e que continuas a provocar
Uma das Mães
Amélia ou Assunção como quiseres

Carolina disse...

Ó Minha Querida Bárbara, agora chorei! Juro! Não te esperava.
Minha querida aluna, aluna dessa turma maravilhosa como maravilhosas também foram as outras. Bárbara a Menina quase mãe do meu "neto" que vem a caminho.Bárbara a menina que escrevia com a mão esquerda e que...mas, agora não conto mais. Prometo contar coisas de ti e de outros mais como já fiz da Ritinha(viste? duas postagens antes pus a vossa fotografia).
Obrigada pelas tuas palavras.
O Miguel também era o teu "derriço". Vou falar mais dele e também do Igualdino. Lembras-te?
Bjs bjs bjs

Carolina disse...

Para ti Assunção um bjh e OBRIGADA por teres partilhado comigo a tua filha Bárbara.
Assunção, a minha futura comadre pois vamos ser avós do bébé da Bárbara.
Quem é que disse que se precisa ter filhos para se ser avó???
Só precisamos ter coração!
bjh

srs disse...

Olá carolina ,já sei que me vais perguntar ,o que é que eu ando a fazer acordada as 6h e 26 m, para não morreres de curiosidade ,ahahaha, é a hora em que vejo o amanhecer do meu terraço,( da tua varanda também deve ser lindo ver o amanhecer com esse mar imenso como pano de fundo)adiante, são os bocados que tenho só meus ,( que as vezes só as vezes gosto de partilhar com pessoas como tu , e agora deixa-me discordar de ti,se naõ nem era eu,ahahaha (coração todos temos ,mas são precisos mais corações como o teu), e olha não é graxa, deixe-me disse quando acabei o liceu , se duvidares pergunta aos meus professores de Queluz, sabes já naquela altura criava sentimentos de muito amor ou muita raiva, palavra de escuteira ahahahaha,como ves amiga quando gosto, gosto quando não gosto aprendi a por a borda do prato, ...e a próposito quando é que é a tal almoçarada, bom acho que andas a aprender com os nosso politicos é só promesssas...Amiga ao rico não devas ao pobre não prometas...ahahahahaha beijos
silvana ramos sapage srs
Ps: sra possora, desculpe a falta de pontuação,mas deixo esse trabalho para si, se não só andava na boa vida!!!!!!!!!!!!!ahahahahahah

Dulce disse...

A fonte do Amor existe no fundo dos nossos corações,e quando deixamos essa "fonte" transbordar de amor, aí sentimos o dever de o usar, para ajudarmos aqueles que mais necessitam do nosso apoio, do nosso amor, e carinho,fazendo assim com que essas pessoas se sintam mais felizes, com mais vontade de viver, e que sintam sobretudo mais autoconfiança, e isso foi o que os teus alunos souberam, tão bem fazer com as suas atitudes.
Eles não precisaram que incutisses neles esses valores, porque já os tinham, mas acredito que tu Carolina, com o teu belo exemplo de uma pessoa cheia de valores, muito querida e amiga de todos, contribuisses para que os teus alunos fossem essas crianças sensíveis, que tão bem souberam acarinhar e apoiar, uma criança que tanto necessitava, desse carinho e apoio, por ser uma criança diferente. Bem hajam esses meninos que se esforçam para fazer os seus coleguinhas diferentes. mais felizes.

Teresinha disse...

Estás a ver Carolina! Afinal sempre estás a precisar do babete que a Silvana te arranjou!...
É que todas os teus comentários são elogios merecidos. Realmente, uma boa professora não é esquecida com facilidade.
O Miguel ia adorar ler estas palavras que lhe dirigiste, é tão bom sermos recordados assim.

carolina disse...

Dulce desde que te vi pela primeira vez que pensei: Ali está uma pessoa BONITA!!!
Hoje ias triste preocupada. Melhorou??? Claro! No fim da aula já estavas melhor!
E cadê o meu "postalinho".
O pessoal ficou delirante com a fotografia! Tens cada ideia mais gira!
bj

carolina disse...

E é verdade amigos cá estou toda babada!....
:)

miguel soares disse...

É verdade fui sempre o queridinho da turma, mas não digam isso a mais ninguem,os outros meninos podem sentir ciumes (ehehehe).
Ao ler o blog hoje foi como fazer uma viagem no tempo,e lembrei-me que nunca tive uma professora que se chama-se CArolina, o que eu tive foi uma GRANDE AMIGA que se chama Carolina,e aproveito este momento para lhe agradecer por ter feito parte da minha infancia...bjos para a minha amiga Carolina :)

miguel soares disse...

Parabens Barbara, ja sei que vais ser mama...felicidades :)

Carolina disse...

Migueeeeel então isso faz-se? Pôr a Amiga com a lágrima ao canto do olho?
Gostei muito de te ver hoje pois queria contactar contigo. Foi mesmo um feliz acaso do destino. E quanto a isso de não ser a professora para me elegeres Amiga, só me honra me desvanece e me enternece. Ser Amigo é mais que ser professor! Professores há muitos,Amigos de verdade há poucos!
Então direi que não tive alunos, mas sim os MELHJORES AMIGOS DO MUNDO.
BJS