2007-02-26

Tecendo a manhã...





Um galo sozinho não tece uma manhã:
ele precisará sempre de outros galos.
De um que apanhe esse grito que ele lançou
e o lance a outro; de um outro galo
que apanhe o grito e o lance a outro;e de outros galos
que com muitos outros galos se cruzem
os fios de sol de seus gritos de galo,
para que a manhã de uma fina teia ténue,
se vá tecendo entre todos os galos.
(João Cabral de Melo Neto)



6 comentários:

lami disse...

Os galos, a música! Fez-me lembrar a minha terra, a minha infância no Minho, a lenda do galo de Barcelos!
As minhas raízes :))

céu do ó disse...

A união faz a força.
Um pouco de cada uma de nós e a corrente vai fortalecendo.
Valeu a pena chegar até aqui!
UM XI-CORAÇÃO céu

Carolina disse...

Então para as duas Amigas lanço o meu grito: Có có ró có có!!!( É que para mim esta hora já é quase manhããããããã!)

Joana disse...

Qui...qui...ri...qui....qui!
De pequenino se vai aprendendo...

António Gil disse...

Có-có-ró-cóóóóóóóó´´oóóóóó´´oóó
Có Có Ró Có óóóó´´o´´´oó´´oóóóo´
Esta é a voz do galarão;
vamos mas é acordar
e trabalhar p'ro patrão.
Terminou o descansar.

Toquem já a levantar
galináceos preguiçosos,
vamos lá a 'postar'
esses ovinhos gostosos.

E as que os não quiserem pôr,
ovos de outras vão chocar,
para lhes acrescentar valor
com os pintinhos a chegar.

E depois, quando já velhas,
se arrastarem pelo penhasco,
terminam em cima de grelhas
transformadas em churrasco.

E aqui o da crista laranja
muito mais sorte há-de ter,
acabará numa canja
daquelas de se lamber.

Ana disse...

Mas que lindos galos amiga, Carolina, não são de Barcelos! Mas são muito reguilas có có ró có có.
Lá vão eles direitinhos para a panela, mas que bela canja que nos vam dar.!!!