2007-03-15

Os bifes!

...........................
Aos saltinhos pela rua abaixo lá ia ela. Tinha 7 anos e andava na 1ª classe. Saíra da escola e passara pela casa da mãe que lhe dissera:
- Toma esta caixinha com bifes e leva para a avó fazer o jantar. (Até parece a história do Capuchinho Vermelho...só que aqui não há lobo nem caçador, felizmente!)
E lá foi ela de cesta na mão. Ao passar junto dos Correios, um salto mais maneirado, ou uma escorregadela fez com que a cesta lhe saltasse da mão, a caixinha se abrisse e os bifes ficassem espalhados pelo chão.
Chorou, aflita! E agora? Vinha reprimenda pela certa!
De repente uma senhora baixinha e gorduxa, parou apanhou os bifes, sacudiu-os cuidadosamente, meteu-os na caixa, guardou a caixa na cesta e disse:
-Não chores, Maria Carolina! Toma a cestinha vai para casa e diz à avó que lave os bifes.
E a menina lá segui rua abaixo. Agora já não ia aos saltinhos. Retardava a chegada a casa. Dois "pecadilhos" tinham sido cometidos:
1º deixara cair os bifes que iam sujos de terra;
2º falara com aquela senhora, que era uma das que viviam na travessa estreitinha perto da casa da avó.
E ela sabia, porque já lhe tinham recomendado que com aquelas mulheres não se ficava parado na rua a falar porque eram "Mulheres da Vida".
O que isso queria dizer ela não sabia mas, caminhava rua abaixo com duas "grandes culpas no cartório"!
O final da história eu confesso que esqueci. Talvez uma descompostura, talvez uma nalgada, ou se calhar tive sorte e nada aconteceu. Não sei!
........
A senhora chama-se Maria e vive hoje em Sines com o marido. Por graça, já lhe falei deste episódio de que ela diz não ter lembrança. É natural. Para ela foi um gesto generoso,vulgar e simples. Para mim tinha sido um "drama".
....
(Pequenos-grandes-dramas, da infância que hoje nos fazem sorrir ao recordá-los).
























11 comentários:

Bia dos Santos disse...

Não admira Carolina pq ali junto aos correios era preciso muito cuidado para não cair, as pedras estavam gastas e aquela curvinha ingreme era fatal.
Os bifinhos depois de fritos e feitos pela avózinha de certeza ficaram deliciosos e os bicharocos fritos deram sabor especial.
BJS

Carolina disse...

Claro! AInda mais saborosos!
Estou a ver que Santiago do Cacém não tem segredos para a Bia!

Maria José Senos disse...

Gostei muita dessa história ainda bem que te lembras dessas coisas é bom sinal eu esqueço muito das minhas histórias e tu recordas com facilidade vais-nos contando coisas.Eu gosto de ver e ler.
Beijos Zé

Teresinha disse...

É assim mesmo Carolina!
Uma mulherzinha, mesmo pequenina atrapalhada, é pior que homem...
Com ou sem ajuda, os bifes lá seguiram o seu caminho,até ao prato
fosse de quem fosse, que nem deram por nada!
Conta mais histórias, sempre que quiseres. Eu,gosto!
bj.

Ana disse...

Carolina, gostei de contares essa história !
Coisas de criança que nós recordamos com o maior carinho,bjh:)

António Gil disse...

Teresinha:
Que é lá isso de ser pior que homem...? Hom'essa!!!!!!
Nesse local em Sines eu também já caí, embora não levasse nenhuma cesta com bifes. Os da minha perna é que se iam tramando.

Carolina disse...

Não foi em Sines. Nesse tempo eu morava em Santiago!
Mas lá também era escorregadio!
Agradecida, Amigo em vir em minha defesa!

lami disse...

Carolina, gostava tanto de saber contar as histórias como tu e, melhor ainda, de me recordar de histórias saborosas como as tuas!

Carolina disse...

Assim destas a saber a bife????
:))))))

Manuela disse...

Ai, Carolina ,as histórias da nossa infancia
Recordo tantas, com saudade umas, com alguma magoa ,outras .Um beijo
Manuela Baptista

Carolina disse...

pelo menos estas em que o tempo atenuou as mágoas, são gostosas de relembrar!
bjh