2007-04-18

A flor é apenas flor.

Passa uma borboleta por diante de mim
E pela primeira vez no universo eu reparo
Que as borboletas não têm cor nem movimento,
Assim como as flores não têm perfume nem cor.
A cor é que tem cor nas asas da borboleta,
No movimento da borboleta o movimento é que se move,
O perfume é que tem perfume no perfume da flor.
A borboleta é apenas borboleta
E a flor é apenasa flor.
...
..(Texto de Alberto Caeiro)


6 comentários:

lami disse...

Tão simples, tão pragmático e real!
E como nós temos o hábito de carregar cada coisa simples, com mil e uma coisas, com mil e um atributos!

srs disse...

Olá Carolina Amiga.
É tão bom estar de volta e ler todas essas coisas lindas no teu blogue, as saudades eram mais que muitas e é um sentimento que não consigo descreve-lo assim como que um misto de....com ....de ..entendes???? beijos muitos
silvana ramos sapage

Carolina disse...

Olá Meninas!
Tudo bem por aí?
Preparadas para receber a Primavera?

Maria José Senos disse...

Olá tudo bem contigo à muito que não dizia nada, está muito giro a borboleta para recebemos a primavera um grande beijo, só tenho pena de não conseguir fazer uns poemas mas eu só assim.

Carolina disse...

Há poetas mais poetas que OS POETAS e que não escrevem. Só SENTEM!...
bjh

Teresinha disse...

As borboletas são "salpicos" de amor na Natureza!
As flores, verdadeiros emissores de beleza para o nosso olhar!