2008-06-23

Deambulando por livros de Mia Couto!




(Fotos da Teresinha)
...........
....................
....................
..........
......
...........
Para o Escritor Mia Couto
com Amizade e Simpatia

Que bom que tenha vindo e tenha trazido como panaceia os “Venenos de Deus e Remédios do Diabo” a esta “Terra Sonâmbula” que também é terra de “Mar Me Quer”.
Sines, cidade onde não podemos ver nem o primeiro, nem “ O Último Voo do Flamingo” mas, onde certamente mais do que “Vinte e Zinco” gaivotas pousam na “Varanda do Frangipani” dengozando-se nos borrifos frescos de uma “Chuva Pasmada”!
Vivemos num “País do Queixa Andar”, “Na Berma de Nenhuma Estrada” mas, porque “Cada Homem é uma Raça” salticoxeamos no “ Outro Pé da Sereia”, desfiando entre os dedos “O Fio das Missangas”, enquando “Vozes Adormecidas” nos contam “Estórias Abensonhadas” e muitos “Contos do Nascer da Terra”.
E, deslizando num “Rio Chamado Tempo” chegamos a “ Uma Casa Chamada Terra”.
Lá, exigente e curioso um Menino pergunta:
- Quem vive nesta casa?
Alguém lhe responde:
- “O GATO NO ESCURO!”
E o Menino, com olhos de espanto e espanto na voz, numa urgência de acreditar, ordena:
- Mia, Couto! Couto, Mia!...
.....
Sines, 21 de Junho de 2008
Livraria a d’ Artes
Carolina


10 comentários:

Teresinha disse...

Não tenho palavras para classificar o teu texto, Carolina!!!
Mas senti que, Mia Couto, quando acabaste de ler, e aceitou das tuas mãos a folha, e te chamou de colega....
Ele vai ler e reler o teu texto, e vai guardá-lo, tenho a certeza!!!

Fata disse...

Que texto saborosamente engenhoso! Parabéns! Adorei!
Tive muita pena de não ter podido estar presente na sessão de Sábado. Vivi um enorme contratempo que me impossibilitou de usufrir da sempre inovadora e criativa palavra de Mia Couto. Espero voltar a encontrá-lo; pode ser que em breve!
Quanto aos venenos e remédios, acredito-os capazes de curas verdadeiramente assombrosas...

Carolina disse...

Teresinha obrigada pela tua presença e pelas belas e oportunas fotografias.
Estás nomeada: MINHA FOTÓGRAFA OFICIAL!
;))))))

Carolina disse...

Fata, dei pela tua falta e espero que o teu contratempo se tenha resolvido o melhor possível.
Este último livro dele (como a aliás os outros),está cheio de imaginação.
bjh

Maria disse...

Querida Carolina:
Adorei o seu texto, mostra bem a riqueza e o saber que habitam nessa cabecinha.É uma Mulher que inspira as outras pessoas.
Eu sinto-me abençoada pelo nosso encontro e honrada por ter uma conterrânea tão especial.
Parabéns querida
Beijinhos da Bia dos Santos

O céu da Céu disse...

Espero ver um dia as tuas histórias, os teus poemas, os teus escritos publicados.
Há muito tempo que não lia um texto tão saboroso como este.bj

carolina disse...

Bia e Céu, obrigada!
Sois mt amáveis!
;))))

Floresta53 disse...

Essa música de fundo, chama-se Corcovado, é o nome de um morro no Rio de Janeiro e onde fica o Cristo Redentor, é de autor desconhecido e a letra é a seguinte:
Um cantinho e um violão
Esse amor, uma canção
Pra fazer feliz a quem se ama
Muita calma pra pensar
E ter tempo pra sonhar
Da janela vê-se o Corcovado
O Redentor que lindo
Quero a vida sempre assim com voce perto de mim
Até o apagar da velha chama
E eu que era triste
Descrente deste mundo
Ao encontrar voce, eu conheci
O que é felicidade, meu amor.
Aparecida

Anónimo disse...

Adoro o Mia. Pena não ter sabido que ele vinha "cá". Paciência, o teu texto tão belo e bem enquadrado semiconsolou-me.Sou da opinião da Teresinha quando diz que ele vai ler e reler ... etc., e não me admiro que um nó se lhe faça na garganta.Está fabuloso! Helena Tereno

Carolina disse...

Pensei que soubesses...
Até te teria ido buscar se fosse preciso!
bjs