2009-09-28

Brrrrr...


Ele, jovem ainda, chegou apressado.
Abriu a porta do carro e saiu. No banco traseiro estava um cão branco, grande e bonito.
Pegou-lhe na trela e lá foram em passo rápido pelo passeio.
Ao fundo, onde o passeio acaba, o cão fez as "suas necessidades". Desceram a rampa e no mesmo passo rápido caminharam pela praia até chegarem às escadas que os devolveram à estrada onde estava o carro. Entraram e rapidamente desapareceram.
Gostaria muito de ter dado um murro no "focinho" daquele jovem.
O cão, esse, não tem culpas da estupidez do dono. Creio mesmo que se este animal tivesse "consciência humana" (mas não igual à do dono), teria latido cheio de vergonha!
A mim, ao ver estes "mal formados donos de cão", o que me apetece é ROSNAR-LHES E MORDER-LHES AS CANELAS!
; (


6 comentários:

Banalidades disse...

Situação feia e mal cheirosa! Na verdade, os animais fazem o que têm a fazer... Os donos é que os não sabem passear, levar para espaços amplos, mais apropriados ao passeio higiénico dos cães... Pobres animais! Vivem fechados em apartamentos e é, num ápice, que têm de despachar-se porque os donos, sempre apressados e mal formados, não dispõem de tempo e de carinho para lhes dar.
O meu Quixote, esse é um herói que tem campos baldios, cheios de ervas e terra onde escravata, cheira, corre e é feliz! Não incomoda ninguém. É só sorrisos!

Jelicopedres disse...

Não disseste nada a esse jovem, mal formado, mal educado e porquinho...
Era o que ele merecia!
Ou então oferecer-lhe um saco de plástico, porque a via pública não é retrete de cão!!!
Eu, também ficaria vermelha, não de vergonha mas de raiva!!!
É triste mas, é o que se vê a toda a hora :(

O céu da Céu disse...

Apetecia-me dizer umas "coisinhas feias"...é triste mas é a realidade.
Por todo o lado pisamos, cheiramos, vemos...nem posso levar os netos ao jardim porque jardim é sinónimo de retrete de cão.
Gira a tua história como sempre!Bj

Sentidamente disse...

Nem imaginas quanto oportuno foi para mim ler esse texto. Aqui na cidade farto-me de refilar. Costumo dizer que nem posso apreciar os locais por onde ando porque tenho que andar e olhar para o chão. Caso contrário, arrisco-me a pisar algo que não devia estar nos passeios.
;)

Letucha disse...

As minhas "meninas " incubiram-me de dizer que também latiriam cheias de vergonha.
Que falta de civismo!
Conta comigo para "lhes rosnar e morder as canelas" quando for preciso.
:)

Carolina disse...

Obrigada pela vossa solidariedade!
Sabem que na Bélgica (e talvez não só) se andares na rua com um cão e não levares um saco de plástico para meter os dejectos, és multada, pois é primeira coisa que a polícia te pergunta é se levas saco.
Gente civilizada que sabe fazer tão leis tão oportunas!
;)