2010-04-25

A Banda passou...


Hoje, pela manhã a Banda passou.
Garbosos os músicos lá seguiam ao compasso da "Grândola Vila Morena".
Reparei que na sua grande maioria os "tocadores" eram muito jovens ainda.
Pensei: Talvez por isso a falta de energia no "toque".
Ninguém seguia atrás da Banda como frequentemente acontece.
Apenas eles na rua deserta. Quantas cabeças assomaram à janela? Só a minha?
Lembrei-me daquele 25 de Abril presente na minha memória mas já distante no tempo.
Como as ruas se encheram de gente!
Como as varandas se engalanaram!
Como os sorrisos se rasgaram nas bocas!
Como um mar de cravos pintava de vermelho as mãos de quem passava!
Como mil sóis brilhavam nos olhas de cada um!
E com que energia o toque da Banda espalhava no ar sons de Vitória!
Já lá vão uns anos...
(Clique nos endereços)
(Outros tempos, outras Bandas...)

8 comentários:

O céu da Céu disse...

E somos nós, os que temos memória... que devemos lembrar o 25 de Abril de 74. Um jinho e até terça.

isabel disse...

Mudam-se os tempos...

baci

Violeta Extravagante disse...

Andamos tão desanimados com esta pseuso liberdade, que nem as memórias nos dão alento...

Carolina disse...

Temo que a Liberdade se tranforme em anarquia!...

Lena Tereno disse...

Tenho saudade do tempo em que escutavamos (e cantavamos) cheios de vigor e , mais do que esperança, certezas numa conquista querida.
Não creio que os tempos se mudem, as pessoas é que amolecem (e esquecem).
Que a Liberdade se transforme em anarquia também não creio, o nosso povo é mole demais, a não ser que por anarquia entendas outra coisa.
Lutemos, pelo menos para manter vivo o cravo e o dar a cheirar a quem nos rodeia... Beijão

vitória disse...

"Mudam-se os tempos ,mudam-se as vontades..."...eu creio.
Saber viver tbm passa por aceitar que as realidades que nos envolvem mudaram ,a juventude tem outros quereres ,outros saberes...e nós todos ,nem juntos ,sabemos algo...
Muito bonito este espaço Carol.Parabéns!

Carolina disse...

Obrigada, Vitória! (Mais conhecida por M---!
(*_*)

arlete disse...

o tempo faz a Historia com as historias do tempo. como e mesmo a cantilena? o tempo pergunta ao tempo, quanto tempo o tempo tem...afinal a geracao 25 de Abril ja passou. o que ficou? perguntem a quem vive hoje no pais europeu, integrado e moderno. queremos mais? claro! sobretudo queremos valores. trabalhemos neles e para eles. Kandandu. VIVA O 25 DE ABRIL!