2010-08-11

Pequeno poema...

meu amor disse qu eu tinha
os olhos da cor do mar
são castanhos como algas
já secas
de te esperar
...
meu amor disse que eu era
uma asa de andorinha
sem rumo e sem primavera
riscando os céus
sozinha
....
meu amor disse que eu era
uma gaivota no mar
pedi as asas ao vento
e não te pude
encontrar
...
meu amor disse que eu tinha
na voz uma melodia
como o marujar das ondas
em noites
de maresia
...
Carolina/ sem data

16 comentários:

Ferreira da Silva disse...

Ler este poema é como ver a água correr num Moinho de Maré a moer a farinha da nossa alma.
Bem haja por tão bela poesia, Prezada Viznha Carolina
JFS

Carolina disse...

Olá meu vizinho!
Veio procurar a frescura de Sines, mas pouco a tem encontrado. Hoje sim. Refrescou!
Saudações!
;)

Banalidades disse...

Que bonito, Carolina! que poema excelente! Amei.
Também gostei imenso do comentário de Ferreira da Silva, pessoa muito sensível, certamente...
Pefeitos!
Jinhos para ti, querida Carolina!

Sentidamente disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sentidamente disse...

C antando, disse o teu amor….
A í, nesse poema ressoa:
R aio de sol, luz e calor.
O h! És uma joia em pessoa!
L inda amiga de encantar.
I deal que se não cansa,
N em se deixa adormentar:
A lma nobre de criança!

Com um beijinho terno

Jelicopedres disse...

Pequeno/Grande, poema.
Com ou sem data, o importante é que saia "cá para fora"...
Gosto muito de ler os teus desabafos,
Maria Carolina!

Namastê^_^)

Carolina disse...

Banalidades, obrigada pelo teu apreço pela minha escrita!
bjgs

Carolina disse...

Sentidamente, mas que acróstico tão inspirado!
És muito gentil e uma artista!...
bjhs para ti e bom Verão!
;)

Carolina disse...

Jelica e...desabafando cá se vai andando.
Na próxima reunião levo mais obra autobiográfica!
;)

dulce c. disse...

carol:há muito que não te visitava aqui(tenho andado por outros lados,como sabes).Fiquei de boca aberta com a beleza de tal poema .Tens estas preciosidades bem guardadas!...Para quando um livrinho?.Até logo,tchuac.

Carolina disse...

Dulcinha, vou pensar no caso. Talvez alguma Amiga me incentive com amizade e persistência... ;)
bjhs

lami disse...

Carolina, a tua inspiração está boa e recomenda-se... Gosto !

isabel disse...

Lindo e profundo!!!

beijinho ;D

HORIZONTE disse...

Olá Carolina
De regresso à caserna deparo-me com este belo poema. Como eu gostaria de saber exprimir assim, com palavras tão simples, o que me vai na alma.
Um beijinho de admiração para si
Biba

Carolina disse...

Olá Biba!
Bem vinda à "caserna" e às sardinheiras.
;)

Ana disse...

Mais uma amiga,que gostou de ler este poema, como sentes escreves e muito bem !!!
Passei por aqui com saudades, um grande beijinho para ti :))