2009-03-30

Leituras...



Eis a sinopse:
Em meados do século XVI o rei D. João III oferece a seu primo, o arquiduque Maximiliano da Áustria, genro do imperador Carlos V, um elefante indiano que há dois anos se encontra em Belém, vindo da Índia.
Do facto histórico que foi essa oferta não abundam os testemunhos. Mas há alguns. Com base nesses escassos elementos, e sobretudo com uma poderosa imaginação de ficcionista que já nos deu obras-primas como Memorial do Convento ou O Ano da Morte de Ricardo Reis, José Saramago coloca agora nas mãos dos leitores esta obra excepcional que é A Viagem do Elefante.
Neste livro, escrito em condições de saúde muito precárias não sabemos o que mais admirar - o estilo pessoal do autor exercido ao nível das suas melhores obras; uma combinação de personagens reais e inventadas que nos faz viver simultaneamente na realidade e na ficção; um olhar sobre a humanidade em que a ironia e o sarcasmo, marcas da lucidez implacável do autor, se combinam com a compaixão solidária com que o autor observa as fraquezas humanas.
Escrita dez anos após a atribuição do Prémio Nobel, A Viagem do Elefante mostra-nos um Saramago em todo o seu esplendor literário.
Eu estou a lê-lo.
E você?...

8 comentários:

Teresinha disse...

Eu ainda não li, Maria Carolina.
E, gosto de ler Saramago!
Tenho de "abrandar" um pouco, parece que o meu tempo está a ficar escasso.
Preciso fazer uma lista de prioridades...
Abracinho "enlaçado" (^_^)
(versão, filha da Juja)

Carolina disse...

Gostei desse: Maria CArolina!
;)
Pois abranda um pouco senão ficas mais magrinha!...
Essa coisa do "enlaçado" é gira. Foi a Catarina, filha da Juja?
Então lá vai um desses "abracinhos"
;)

Maria José disse...

Também gostei, dessa MARIA CAROLINA ainda não li esse livro, não só muito de leituras agora tenho que começar a ler mais,já tenho lido alguma coisa a minha amiga Teresinha tem me dito para ler, então hoje não vieste à Tuna sentimos a tua falta, um beijo.

sentidamente disse...

Também não li! Gosto bastante de romances históricos. Talvez porque gosto de História, embora tenha a noção de que normalmente trazem muita ficção. Fascina-me a recreação de tempos passados, os cenários, os usos e costumes, etc.
Actualmente o tema histórico tratado em romance prolifera de modo que a minha escolha vai para autores que já li e gostei ou então pelas personagens. Portanto esse vai ficar na lista.
Conhecedora que sou desses abracinhos digo que são muito saborosos . Também te deixo um.

Baudolino disse...

Ainda não. Espero ler e gostar, embora algumas das suas últimas obras me tenham desiludido.
abraço
P.

Banalidades disse...

Boa leitura, Carolina! Já li, mal foi publicado e gostei, claro! Eu gosto muito de Saramago e, como tal, fico sempre deliciada. Contudo, nada que se compare ao Memorial do Convento, ao Ensaio sobre a Cegueira ou ao Evangelho segundo Jesus Cristo,... Este é um dos meus preferidos: nunca posso esquecer uma certa conversa entre Deus e o Diabo. Uma maravilha de mistério! Jinhos

Teresinha disse...

Gostou!?...
Então está bem!
Esse é o abraço da filha da Juja, sim, Maria Carolina!
"enlaçado"... (^_^)
Já somos três a gostar, quer dizer, quatro!
A Catarina (que eu não conheço, mas que irá concerteza perdoar a minha "usurpação")...
bjinho

Carolina disse...

Olá Pessoal!
O meu boa-tarde para todos!
;-)