2009-01-14

Poema

NÃO QUERO VOAR
Não.
Não quero voar
rapidamente no espaço
e pousar em qualquer lua.
...
Quero uma estrela pequena
do meu tamanho de gente
a iluminar
quem passa
nesta rua.

poema: José Fanha

Canção: Ana Lúcia



15 comentários:

Teresinha disse...

Tens razão, Carolina.
O nome é mesmo «Olbinski»!
- Sabes? Essa música da Ana Lúca é linda, pensei que a tinha mas afinal tenho só a das "7 Mulheres do Minho".
Muitas estrelinhas de todos os tamanhos a iluminarem a tua rua!
;)

Juja disse...

Carolina!
Compões sempre conjuntos (imagem e texto) muito condizentes. Este também o é. No entanto, os dois elementos provocam-me reacções antagónicas. A ave feita de ramos secos, a apertar no bico “algo” que encobre a Lua, predominando os tons de azul, é fascinante mas também arrepiante… O poema deliciou-me pela simplicidade, beleza e harmonia.
Beijinhos

Banalidades disse...

Depois da abordagem que a Juja fez ao teu poema, acho que está tudo dito!
Parabéns pela tua imensa habilidade e sensibilidade!

Carolina disse...

E a tua também, Teresinha!
;)

Carolina disse...

Juja o poema é do José Fanha a imagem é uma pintura de Olbinski e eu n~eo sei se o que se vê é a terra ou a lua. Penso pelos seus tons azulados que seja a Terra, onde fica e tua, a minha, ou a rua de todos nós...Clica o nome deste pintor no google e verás as fantásticas e originais pinturas dele.
bjhs

Carolina disse...

"Banalidades" tu também tens sempre imagens fantásticas nos teus "escritos".
bjh

lami disse...

Gosto especialmente do Poema, tão simples e harmonioso.. a pintura não é bem o que mais me atrai mas tem a ver com o poema .

Maria José Senos disse...

Lindo gostei, um beijo.

Anónimo disse...

Minha querida: ainda é tempo de te desejar um óptimo ano? Acho que sim porque se o Natal é quando um homem quiser porque não o há-de ser o 1º de Janeiro? Assim aqui vai um beijo enorme com os desejos de um ano fabuloso. Tenho estado sem internet (mudei para a Meo e isto não tem funcionado joia....)e por isso só hoje aqui vim e tu não imaginas a saudade que me deu quando li o teu post sobre as pratinhas!!!! Lembro-me que num dia de muita chuva em que o meu pai resolveu levar-me à escola eu levava na mão um livro com a minha colecção das ditas esticadinhas com o dedo e muito arrumadinhas. Não é que com as pressas cai o livro caem as pratinhas voam para a sargeta? Eu chorava e o meu pai sem paciência nenhuma não conseguia entender a minha teimosia em ir atrás delas.... Bons tempos!!!! (Caraças para dizer isto estou mesmo a ficar velha....) Beijos grandes minha querida da tua amiga de sempre e para sempre
Xum

O céu da Céu disse...

Sempre atenta às tuas postagens.
BONITA elevada a 3...poema,pintura,voz...
um xi

Juja disse...

Oi Carolina!
Eu percebi que o poema é do Fanha e embora não tenhas referido o autor da gravura enccontrei semelhanças com a anterior. O que pretendi salientar foi o equilíbrio e beleza dos conjuntos (imagens e textos) que publicas quer sejam os textos teus ou não. Fazes isso, sempre muito bem. E outras coisas também! Já fui dar a espreitadela que me sugeriste e gostei bastante. Também fui espreitar o nosso Alentejo neste fim de semana,numa corrida e por motivos familiares. Passei por Sines, mas não tive tempo para te dizer um olá, que fica agora aqui. Bjns

Carolina disse...

Olá Juja, fim de semana andei por Santiago e S.Torpes (sábado) e (domingo) por Santo André (ensopado de enguias...não digas a ningúem; cresce-lhes água na boca!...)
;))

Carolina disse...

Xum: Afinal todas gastámos "a unha" nas pratinhas!
E logo onde foram parar!
Pobrezita da Xum!
bjh grande!
;)

afilhada! disse...

Gosto muito da musiquinha da Ana! *.*

Muito Gira ! :D

E o poema tambem! O Jose fanha é muito engraçadito! Ele ja lá foi á escola, falar sobre ele e as suas obras! Curiosidade: ele queria ser palhaço !! xD

bjs para a minha madrina

Carolina disse...

Olá minha rica afilhada. Ainda bem que gostaste do poema e da música.
Obrigada pela tua visita ao blogue e sobre as informações sobre o José Fanha. Acho que ele devia dar um Bom Palhaço, porque é simpático e engraçado.
beijinhos e saudades da madriiiiiinhaaaaa (é para fazer a tal voz tremidinha que vocês gostam).
;) mé mééééé